• Coopermais

Nutrição é receita de bolo?

Quando falamos em dieta para vacas, apenas a melhor formulação de ração não é o suficiente. Não existe fórmula milagrosa que irá funcionar em todos os casos e aquela famosa “receitinha” de 1 kg de ração para cada 3 litros de leite, não é e nem deve ser uma verdade absoluta.

Muitos fatores devem ser levados em consideração, e um dos principais é a individualidade de cada animal. Ou seja, devemos considerar a raça desse animal, fase de lactação em que se encontra, seu escore de condição corporal pensando em ganho de peso ou não, diagnóstico de prenhes, e se estamos ofertando volumoso em quantidade e qualidade suficientes. Só então, adicionar a esses pontos, sua produção de leite.

Uma vez que todos esses dados foram levantados, o técnico poderá formular a dieta das vacas. Mas, isso garante que a vaca irá comer a dieta que ela precisa? Não.

Devemos ter em mente que existem 3 dietas na propriedade: a dieta formulada, a dieta fornecida e a dieta realmente consumida pelos animais. Isso acontece porque todo o manejo precisa ser cuidadosamente executado para que não ocorram erros no processo.

Um dos principais gargalos está na preparação da dieta, pois é muito importante que sejam mensuradas regularmente as medidas utilizadas para fornecimento dos alimentos. Parece óbvio, mas é muito comum que a medida “pelo olho” nos engane, e isso pode resultar em 500g de diferença da dieta formulada para dieta fornecida, e com isso, os resultados esperados provavelmente não serão atingidos. Uma vez que tenha sido feita a checagem da dieta fornecida, vamos para a dieta consumida. Nem sempre as vacas vão comer a dieta que gostaríamos que elas comessem e isso normalmente ocorre por falhas de manejo. São exemplos: propriedades que não possibilitam linha de cocho suficiente para todos os animais comerem juntos ao mesmo tempo ou quando a ração é fornecida durante a ordenha e o animal não tem tempo suficiente para comer o que foi formulado. Todos esses pontos irão influenciar diretamente na produção de leite, e também na renda da atividade, visto que, 60% dos gastos estão envolvidos com a alimentação animal.

Sabendo dessa importância é que a família Donat, composta pelo Marciano, Jaqueline, Leandro, Roseli e Dirceu Donat segue as recomendações a risca e aumentou sua produção média diária de leite de 24 para 29 litros em um ano de assistência técnica. Esse resultado é fruto de muita dedicação e comprometimento, já que logo após a primeira visita, eles começaram a medir o leite e pesar os animais. Então, começamos a fazer dieta individual para os animais de forma a atingir a exigência de cada uma, sempre buscando o menor custo aliado com a eficiência produtiva. Marciano, responsável pelo fornecimento da dieta segue tão à risca o balanceamento que acoplou uma balança ao carrinho de mão, para garantir que a dieta formulada seja a mais próxima possível da dieta que as vacas comem. Jaque, por sua vez, tem todos os dados anotados, cada vaca possui uma ficha individual com histórico médico, com diagnóstico feito pelo veterinário e tratamentos realizados, além da gestão financeira da empresa rural.

Parabéns pela dedicação diária e que possamos bater muitas outras metas juntos!