• Coopermais

Nutrição de precisão e seus impactos na produção de leite

Um dos principais objetivos que o produtor de leite almeja é a média alta aliada a eficiência, ou seja, produzir mais gastando menos. Para se atingir essa meta, vários pontos precisam ser explorados como ajuste da produção de volumoso, nutrição, reprodução, sanidade e qualidade do leite.


Quando falamos de custo dentro de uma propriedade de leite a nutrição é a primeira a ser citada, visto que, colabora com aproximadamente 50% dos custos totais de produção. Esse alto custo de produção aliado com momentos de queda do preço de leite leva vários produtores a cortar ou diminuir a ração sem critérios. Do ponto de vista do custo, realmente eles serão reduzidos, porém, quando colocamos a eficiência em foco, ela acaba diminuindo juntamente e o que seria “barato” acaba saindo muito mais caro.


Dessa forma voltamos ao objetivo inicial: como produzir leite de forma mais eficiente? Uma das formas é a nutrição de precisão, que é o fornecimento de ração por merecimento aos animais.


A nutrição de precisão pode ser feita através do fornecimento de ração individual, e este é indicado para o pequeno e médio produtor de leite. Nessas propriedades normalmente a produção de leite tem variância muito grande, onde se tem vacas produzindo 5 litros e outras vacas produzindo 35 litros por exemplo. Dessa forma, não seria viável que todas recebessem a mesma dieta. É aí que o fornecimento de ração individual combinado com assistência técnica de qualidade possibilita o aumento da eficiência da produção de leite. O técnico responsável levanta todos os dados zootécnicos necessários desde peso, escore de condição corporal, raça, estágio de lactação e produção de leite e monta a dieta individual com os alimentos de custo benefício maior. E assim, conseguimos economizar na dieta e ainda aumentar a média de leite.


Como exemplo temos a família Baldin dos produtores: Josemar, Evania, Renato, Mateus e Katia que se dedicaram a todos esses pontos e hoje podemos ver o crescimento da sua produção de leite. Eles iniciaram na assistência em Outubro de 2019 com média de 14 litros por vaca por dia, e este ano já atingiram média de 24,5 litros por vaca dia. Esse resultado é fruto de uma construção diária de dedicação a atividade leiteira, parabéns a família e que possamos melhorar mais ainda juntos!